Polícia esclarece morte de taxista, prende um dos autores e identifica os demais envolvidos

Paulo confessou, já na delegacia, à autoridade policial, os fatos e deu detalhes de como ocorreu o crime. Disse que ele e mais dois indivíduos, um maior e outro menor de idade, com intenção de roubar um veiculo e levá-lo até o Paraguai para vender ou tro

25 NOV 2019Por Dr.Anézio/Por: Chrisciane Cabral16h00

A atuação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar de Caarapó resultou na apuração do crime de latrocínio, que é o roubo com resultado morte, ocorrido na noite de sábado (23), com a prisão em flagrante de um dos autores e identificação dos demais.

Assim que tomou conhecimento, a partir de familiares do taxista, Ademar Beraldo Pereira, de seu possível desaparecimento, iniciaram-se diligências, por parte da polícia local, com o fito de se encontrar a vítima esclarecer os fatos. Sendo que no final da manhã deste domingo (24), os policiais o encontraram na região da pedreira de Caarapó, já sem vida.

A perícia criminal foi acionada e compareceu juntamente uma a equipe de policiais ao local.  Em continuidade com as  ininterruptas investigações e diligencias  chegou-se a pessoa de Paulo Ricardo Cáceres de Lima (20), que em entrevista com os policiais acabou assumindo a prática do crime.

Paulo confessou, já na delegacia, à autoridade policial, os fatos e deu detalhes de como ocorreu o crime. Disse que ele e mais dois indivíduos,  um maior e outro menor de idade, com intenção de roubar um veiculo e levá-lo até o Paraguai para vender ou trocar por drogas,  teriam ido até a rodoviária do município e lá chegando contrataram da vítima, de forma aleatória, para uma “corrida” até o bairro Eco Park, pagando inclusive adiantadamente  pelo transporte.

Ao chegar no local combinado com o taxista, eles anunciaram o assalto e, ao que tudo indica, já começaram a golpear a vítima com facas, sem lhe dar qualquer chance de reação. Paulo alega que segurou Ademar enquanto os demais desfiaram as facadas ainda dentro do carro. Após, a vítima ainda com vida foi amarada e colocada no porta-malas, sendo que os autores seguiram até a estrada que leva até a cidade de Coronel Sapucaia.

Antes de deixar o corpo no local onde foi encontrado, os criminosos ainda tiveram que trocar o pneu do carro que acabou furando no caminho. Paulo ficou em Caarapó enquanto os demais seguiram até o país vizinho.

A vítima foi encontrada com diversas perfurações de facas (sendo pelo menos 20, segundo informações preliminares da perícia médica, golpes na cabeça, bem como com parte do corpo queimado).

Paulo, que já foi preso e condenado por homicídio quando era menor de idade,  foi autuado em flagrante pelo delito de latrocínio, que tem pena mínima de 20 anos de reclusão. Foi representada pela sua prisão preventiva ao Poder Judiciário. Ele será transferido ao presídio local onde ficará à disposição da justiça. Os demais autores também já foram identificados e será representada pela internação compulsória  do menor infrator e pela prisão preventiva do segundo autor.

A atuação enérgica e coordenada da Polícia local (Polícia Civil e Militar),  acabou por esclarecer rapidamente esse crime bárbaro.

Novos canais

A Polícia Civil agora conta com mais dois canais rápidos e sigilosos para que a população possa denunciar crimes. Trata-se do WhatsApp 67 3453 1311 e do e-mail: [email protected]
Ajude a segurança pública da cidade, denuncie a prática de delitos. Seu anonimato é garantido.

Deixe seu Comentário

Leia Também