Ivinhema

Polícia Civil cumpre mandados de prisão por posse de armas de fogo

O trabalho busca o combate e a apreensão de armas de fogo e munições irregulares

12 ABR 2019Por Ivi Notícias08h59
Expo Naiara Azevedo

Nesta quarta-feira (10), a Polícia Civil de Ivinhema cumpriu dois mandados judiciais de busca e apreensão envolvendo denúncias sobre a posse de armas de fogo no interior de residências nos bairros Triguenã e Centro. Conforme informado pelo Delegado Titular de Ivinhema, Dr. Caio Goto, ambas as buscas ocorreram depois de os investigadores do Setor de Investigações Gerais (SIG) apurarem informações que indicavam a posse ilícita de armas.

 O Delegado que, com as mudanças na legislação este ano, o cidadão pode solicitar a sua autorização para a posse de armamento e mantê-lo regularmente no interior de sua casa. Em caso de compra do armamento de forma ilícita, sem as autorizações necessárias, e sem observar os requisitos obrigatório exigidos pela Lei de Armas e pelos Decretos executivos, o possuidor permanece na clandestinidade e fica sujeito à prisão em flagrante.

 O trabalho desenvolvido pela Polícia Civil em Ivinhema busca o combate e a apreensão de armas de fogo e munições irregulares e que colocam em risco a vida de terceiros, já que normalmente quem detém o armamento não tem o preparo mínimo necessário para o manejo e a manutenção de armas de fogo, segundo pontou o Delegado.

 Conforme também informado pela Polícia Civil, a posse de armas de fogo de calibre de uso permitido pode gerar uma pena de até 3 anos de detenção, e o porte de armas de fogo de uso proibido pode resultar em condenação de até 6 anos de reclusão.

 O Delegado também esclareceu que cerca de outras 32 denúncias comunicadas à Polícia Civil no ano de 2019 seguem sendo analisadas e acompanhadas para a responsabilização criminal de seus possuidores.

Deixe seu Comentário

Leia Também