Horta comunitária deixa de ser sonho antigo de moradores do José Tavares, graças a parceria do Gover

Lançado em outubro pelo Governo do Estado e Prefeitura de Campo Grande, o Projeto Hortas Urbanas continua em expansão na Capital de Mato Grosso do Sul

28 NOV 2019Por Mireli Obando, Subsecretaria de Comunicação de MS08h18

Além da colheita realizada pelas famílias de unidades já assistidas, outros pontos da cidade se preparam para implantação, entre elas o bairro José Tavares do Couto, região norte da cidade.

O secretário especial de Gestão Política da Capital, Carlos Alberto de Assis, acompanhado de dois técnicos da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), se reuniu com lideranças e moradores para definir o espaço e as etapas de implantação da horta comunitária.

“Nosso objetivo é fomentar a agricultura familiar, abastecer a comunidade com produtos de qualidade, além de oportunizar a geração de emprego e renda para os campo-grandenses. Queremos fechar o ano de 2019 com 80 hortas, e para o próximo mais 120. Esse é o Juntos por Campo Grande, trabalhando pela cidade e fazendo as entregas”, destacou Assis.

Assis reuniu técnicos e moradores para definir etapas da implantação da horta

A horta é um sonho antigo dos moradores. Nicolas Arguelho reside há 12 anos no local e afirma ter acompanhado todos os avanços que chegaram ao complexo, valorizando os imóveis e proporcionando mais qualidade de vida às famílias. “Faz doze anos que a gente vem com esse sonho de melhoria para a comunidade. Veio o asfalto, agora a horta. Não tenho nem palavras para agradecer aos gestores que tem feito isso por nós. Aqui melhorou muito”, destaca o morador.

O espaço destinado a implantação da horta passará por uma limpeza nos próximos dias, e posteriormente a preparação dos canteiros com retroencanteirador, e o plantio de sementes e mudas. Além disso, a comunidade passará por capacitação para aprender sobre o cultivo, preparo do solo, irrigação, entre outros cuidados para obter melhores resultados.

De acordo com o técnico da Agraer André Guidolin, em poucos dias a comunidade estará realizando mais esse sonho. “A gente está vendo que a comunidade tem interesse em fazer a horta acontecer. Com a ação rápida do Governo do Estado e da Prefeitura, em torno de 1 ou 2 meses a gente já consegue dar andamento na horta”, frisou.  

O programa Hortas Urbanas, desenvolvido em parceria pelo Governo do Estado e Prefeitura, através da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedesc), prevê a implantação de 200 hortas urbanas até 2020, com objetivo de transformar vazios urbanos em fonte de alimento, de renda e aprendizagem para as comunidades.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também