Inmet alerta para tempestade com granizo em 26 cidades de MS

Pode chover até 50 milímetros, com ventos intensos de 60 quilômetros por hora

08 NOV 2018Por Campo Grande News06h51

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) alerta para tempestade com granizo em 26 cidades do interior de Mato Grosso do Sul até a quinta-feira (07). Pode chover até 50 milímetros com ventos intensos de 60 quilômetros por hora.

O aviso segue até às 0h de quinta-feira (08). Estão em alerta Alcinópolis, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Brasilândia, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Corumbá, Costa Rica, Coxim e Figueirão.

Também estão de aviso Inocência, Ladário, Paranaíba, Paraíso das Águas, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Selvíria, Sonora, São Gabriel do Oeste, Três Lagoas e Água Clara.

A orientação do instituto é para em caso de rajadas de vento: não se abrigar debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas, e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Também é recomendado evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Em Campo Grande, o céu está parcialmente nublado. Embora a Capital não esteja em alerta, existe possibilidade de chuva até a noite.

Próximos dias – nesta quinta-feira (08), as instabilidades na faixa centro-norte do MS voltam a se intensificar à tarde, por conta da formação de uma nova área de baixa pressão na divisa do Estado com o MT.

Já no sul e sudoeste, uma crista de alta pressão inibe a formação de chuvas intensas. Nas demais áreas do Estado, menos nebulosidade, com possibilidade de chuva isolada.

Na sexta-feira (09) as chuvas e a nebulosidade diminuem, mas, principalmente no norte, ainda haverá pancadas de chuva com a persistência de um canal convergente de ventos úmidos.

No fim de semana as temperaturas voltam a se elevar e os ventos retornam ao setor norte; À tarde, as temperaturas mais elevadas e a umidade promovem pancadas de chuva e trovoadas esparsas na maior parte do estado, porém, ainda é no norte que ocorrem as mais intensas.

Deixe seu Comentário

Leia Também