Reinaldo exonera 1,9 mil comissionados e secretários vão decidir quem volta

Secretários devem fazer a escolha das novas equipes

05 JAN 2019Por Elda Braga-internet07h50

Nesta quarta-feira (2.1), o Diário Oficial do Estado trouxe um decreto assinado pelo governador Reinaldo Azambuja exonerando todos os 1,9 mil servidores ocupantes de cargo em comissão dos órgãos e das entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Estado.

Questionado pela imprensa, explicou que nos próximos 10 dias úteis os servidores comissionados considerados essenciais ao funcionamento da máquina administrativa serão renomeados. "A demissão de todos os cargos de confiança é normal no início do governo, mas nós temos um período de 10 dias para aqueles que vão continuar possam ser realocados nas suas funções em comissão", afirmou.

Nesta quarta o governador fez uma reunião de trabalho com os secretários recém-empossados, pediu austeridade – com corte de gastos por meio da redução de cargos de confiança e revisão de contratos – e estipulou como principal meta da administração a realização das propostas apresentadas durante a campanha à reeleição.

"A partir do dia de hoje a meta principal é cumprir aquilo que nós colocamos como meta para a população e que foi aprovado. [Tratamos do] cumprimento dos contratos de gestão, foco na gestão, folha de pessoal, compras governamentais, redução de contratos para a gente ter um resultado financeiro e transformar isso em políticas públicas para melhorar a vida das pessoas", afirmou Reinaldo Azambuja.

O governador tratou ainda da conclusão da regionalização da saúde, fortalecimento das estruturas da segurança pública, da importância de manter o crescimento do aprendizado medido pelo Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e de fomentar a geração de empregos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também