Rose Modesto: "A mulher não pode aceitar a opressão. Tem que denunciar!"

A deputada federal diz que o Brasil é o 5º colocado no rancking mundial em feminicídios

08 MAR 2019Por Jota FM/Adriana Mantarro13h45

Em participação ao vivo, por telefone, no programa Ronda do MS desta sexta-feira (8), a Deputada Federal Rose Modesto comentou sobre o Dia Internacional da Mulher.

Rose Modesto (PSDB), Deputada Federal por Mato Grosso do Sul, participou do Ronda do MS desta sexta-feira (8), analisando o Dia Internacional da Mulher no Brasil:

“A data de hoje nos motiva a continuar lutando. Porque não é possível consentir que nosso país seja o 5º colocado no ranking onde se mata mais mulheres no mundo! É inadmissível!”, declara.

Rose enfatiza que a mulher precisa denunciar os maus tratos e agressões sofridas:

“Há uma rede de proteção pública para dar suporte e ajudar aquelas que precisam: são delegacias especiais que podem atender a população feminina com segurança”, explica.

A deputada informa que protocolou um Projeto de Lei em Brasília para a criação de um utilitário para celulares de proteção às mulheres:

“O aplicativo chama-se ‘Botão do Pânico’, com cobertura nacional, e tem a função de alertar autoridades próximas sobre situação de perigo daquela vítima em potencial. E também estamos com outro projeto em que os agressores terão que arcar com os custos da tornozeleira eletrônica que monitoram sua localização, principalmente no caso de medidas protetivas”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também