Santa Casa receberá pelo menos R$ 270 milhões até 2019

Valor equivale aos repasses do poder público nos próximos 12 meses

10 NOV 2018Por Correio do Estado08h42

Os atendimentos prestados ao Sistema Unico de Saúde (SUS) pela Santa Casa de Campo Grande vão custar pelo menos R$ 270.844.856,50 nos próximos 12 meses. São R$ 6.880.367,65 a mais do que o valor acertado no convênio firmado em novembro de 2017. No entanto, durante o primeiro ano de vigiência, além do repasse estabelecido no acordo, o hospital recebeu R$ 45.418.619,71 em repasses pontuais de recursos públicos.

A prorrogação do acordo entre Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau), Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Associação Beneficiente de Campo Grande (ABCG) - responsável por administrar o local - foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial do município. Conorme a publicação, o prazo de vigência do convênio 38/2017 fica prorrogado para o período de 1° de novembro de 2018 à 31 de outubro de 2019. 

Inicialmente, o valor previsto para ser repassado ao hospital era de R$ 263.964.488,85, porém, a habilitação de leitos da Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru resultou, em fevereiro deste ano, no 2° termo aditivo dos nove feitos ao longo do convênio. Com o acréscimo anual de R$ 197.100,00 no orçamento, o acordo foi reajustado para R$ 264.161.588,85.

Antes disto, em janeiro, a unidade já favia recebido repasse pontual de R$ 30 milhões do Fundo Nacional de Saúde. O documento que formaliza o aditivo, apenas informa a utilização da verba “para custeio e manutenção” da ABCG.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também