Realizações de cirurgias eletivas na FESAT

O objetivo é zerar uma 'fila antiga' com mais de 150 pacientes, alguns aguardando desde 2019

10 FEV 2021Por Aparecidadotaboado.ms.gov11h29

A Fundação Estatal de Saúde de Aparecida do Taboado (FESAT) retomou nesta terça-feira (9) a realização de cirurgias eletivas no principal hospital público da cidade e pretende zerar uma ‘fila antiga’ com mais de 150 pacientes, alguns aguardando desde 2019.

Somente nessa semana dez cirurgias serão realizadas. Outros 45 aparecidenses serão os próximos e já estão com os exames pré-cirúrgicos concluídos.

Segundo a FESAT, com apoio da Prefeitura Municipal, o foco agora é zerar a demanda reprimida, agilizando os procedimentos cirúrgicos no município, “temos estruturado o hospital e nossa equipe para levar um atendimento humanizado e com cada vez mais qualidade aos aparecidenses”, comentou Mara Nilza, diretora da Fundação.

Entre as cirurgias autorizadas estão Colecistectomia (Vesícula Biliar), Herniorrafia (Hérnia), Postectomia, Histerectomia, Salpingectomia (Laqueadura), Cirurgias geral, de ginecologia e ortopedia, entre outras.

Mara ainda fez questão de destacar que foi através do esforço do prefeito José Natan junto ao secretário estadual de Saúde, Dr. Geraldo Resende, que a Fesat pode acionar o parque tecnológico do hospital, permitindo agora o funcionamento simultâneo de aparelhos e equipamentos, como o tomógrafo computadorizado, o gerador de energia, bem como a usina de oxigênio de gases medicinais e ar comprimido, além da climatização de todos os leitos hospitalares.

Feliz com o resultado, José Natan reforçou seu compromisso com a Saúde e falou do momento importante que o município está vivendo, “é um grande avanço para a Saúde de Aparecida do Taboado. Já foi construída toda a parte de alvenaria, agora fizemos a instalação do poste e do transformador de 300kv, assim como os painéis eletrônicos, e, com isso, demos um grande salto na Saúde pública em nosso município; estamos muito felizes de colocar tudo isso à disposição da população com menos de 60 dias de trabalho”, comentou o prefeito.

Segundo Mara Nilza, a Fesat ainda vem contando com a parceria de empresários, comerciantes e populares, que têm feito importante doações através do projeto “Todos pela Vida”, colaborando com alimentos e utensílios para o hospital.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também