Governo libera socorro emergencial de R$ 9 milhões para Dourados

18 FEV 2021Por Mireli Obando17h05

O governador Reinaldo Azambuja autorizou liberação de socorro emergencial no valor de R$ 9,2 milhões para Dourados. Após audiência que sinalizou o repasse, o prefeito Alan Guedes, explicou que o recurso será utilizado para colocar em dia as contas pendentes da Fundação de Serviços de Saúde e evitar que o atendimento médico na macrorregião seja paralisado.

“Para que a cidade possa fazer frente a alguns passivos da Fundação de Serviços de Saúde de Dourados, notadamente serviços médicos, mão de obra profissional e alguns fornecedores de insumos para o Hospital da Vida e a unidade de pronto atendimento da cidade que são as unidades geridas pela Funsaud. Isso vai permitir que o município tenha capacidade de se reorganizar para realinhar sua capacidade de investimentos relacionada a Fundação de Serviços de Saúde”, afirma. 

O secretário de saúde, Geraldo Resende destacou a união de esforços para atender a demanda e reafirmou o compromisso do Governo do Estado de oferecer saúde de qualidade para a população. “O governador Reinaldo Azambuja sinalizou o repasse de R$ 9,2 milhões, sendo que R$ 4,7 milhões serão feitos imediatamente e nós haveremos de repassar o recurso para fazer o enfrentamento dos atrasos com relação aos fornecedores de insumos na área de saúde em três parcelas de R$ 1,5 milhão. Mais uma vez o governo auxilia nessa questão difícil para que possamos em parceria termos um novo cenário na saúde pública de Dourados”, detalhou.

Os gestores reforçaram o apoio da bancada de Dourados, representada pelos deputados estaduais, Barbosinha, Marçal Filho, Zé Teixeira, Renato Câmara e Neno Razuk.

Agenda

O secretário Geraldo Resende adiantou que nesta sexta-feira (19) estará em Dourados para tratar do socorro emergencial com as lideranças da Prefeitura de Dourados, da Câmara Municipal de Vereadores e da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Chico Ribeiro

Deixe seu Comentário

Leia Também