Primeira mulher a ocupar a presidência, Vânia Mello destaca novas prioridades no Crea-MS

Com oferta de serviços 100% digitais, apoio a entidades de classe, promoção da equidade de gênero, Vânia Mello quer, no próximo mandato, destacar ainda mais protagonismo das profissões e fazê-las instrumentos para avanço socioeconômico do Estado.

16 NOV 2023Por Diógenes Ferracini Duarte08h04

De forma histórica, Vânia Abreu de Mello foi eleita presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso do Sul (Crea-MS) para o triênio 2020 a 2023. Primeira mulher a candidatar-se ao cargo e primeira a assumir a presidência nos 40 anos de existência do Conselho, a engenheira agrimensora tem em seu histórico, duas décadas dedicadas à formação de novos profissionais quando foi professora universitária, além de anos de serviços dedicados ao serviço público estadual, função que assumiu após passar em um concurso público, na década de 1990.

Agora candidata à reeleição para um mandato de mais três anos, a engenheira tem a seu favor, o cumprimento de todas as propostas apresentadas durante sua primeira campanha, além do grande conhecimento acerca do Sistema Confea/Crea e Mútua, que congrega profissionais da engenharia, agronomia e geociências, além de tecnólogos e técnicos de segurança do trabalho.

“Minha história junto ao Sistema profissional teve início como conselheira do Crea-MS, em 2000, mas antes disso, ainda na faculdade, minha aptidão para a luta classista já havia aflorado. Nesta época, era estudante de agrimensura no então Cesup, e já contribuía redigindo documentos, dando ideias, colaborando com a criação da  Associação Sul-Mato-Grossense de Engenheiros Agrimensores (Asmea)”, lembra Vânia. Esta fase marcou o início de sua paixão pela engenharia, mas não apenas como profissão, mas como vocação, “um caminho de descobertas e inovações que me acompanham por quase 30 anos”. 

Desde então, ela ocupou a presidência de entidades classistas, como o Instituto de Engenharia de MS (IEMS) e a própria Asmea e, mais recentemente, foi diretora-geral da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea, a Mútua, ocasião em que aumentou significativamente o número de associados e passou a oferecer aqui no Estado, o melhor e mais amplo plano de saúde do país. Lá também foi a primeira mulher diretora-geral.

A experiência acumulada nesse período, de forma natural, a levou à presidência do Crea de Mato Grosso do Sul, posição que permitiu por em prática as melhorias que identificou necessárias em sua caminhada. “O Crea-MS tem como função, a garantia da segurança da população por meio do combate ao exercício ilegal das profissões. “É neste sentido que a valorização dos profissionais da engenharia, agronomia e geociências deve acontecer, na oferta de remuneração adequada ao que determina a legislação, por exemplo”, destaca ao relatar que em sua gestão, de forma inédita no Brasil, o Conselho passou a exigir que concursos públicos deixassem de ofertar salários menores que o determinado por lei.

Em sua gestão, o apoio às entidades de classes da engenharia e agronomia na promoção de cursos e eventos teve grande destaque. “Foram inúmeros cursos e eventos destinados ao aperfeiçoamento profissional realizados com o apoio do Crea-MS”, conta.

A transparência por meio da comunicação foi um ponto que priorizou em sua gestão. Como autarquia pública federal, o Crea tem de dar r publicidade de forma transparente a suas ações. “Não basta fazer, é preciso informar. Isso foi e continuará sendo nossa prioridade porque acredito que favorece nossa aproximação com a sociedade e com o profissional que utiliza os serviços do Conselho. Comunicar fortalece nossa relação e pavimenta um caminho que permite a participação dos profissionais neste processo”, acredita.

Outro destaque de sua gestão, foi a implantação do Programa Mulher, ação que visa estimular o protagonismo das mulheres na construção de uma sociedade e de um Sistema Confea/Crea cada vez mais justo, igualitário e democrático.

Gestão que resgatou o relacionamento politico-institucional do Crea-MS junto aos Órgãos Públicos, Audiências Públicas, Eventos Técnicos, Conselhos Gestores, Câmaras, Fóruns, Comissões e Frentes Parlamentares. Hoje, o Crea-MS está presente em todos os eventos que é convidado para discutir políticas públicas, participando ativamente das discussões que envolvem as profissões ligadas ao Conselho e toda a sociedade.

Uma Gestão equilibrada que administra com respeito os recursos geridos na administração. É o Crea-MS Transparente e levado a sério!

Duas Grandes Conquistas alcançadas neste primeiro mandato, que já estão fazendo a diferença na vida dos profissionais e sociedade e que se tornou a marca da gestão da presidente Vânia:

•    Transformou o Crea-MS em 100% Digital, facilitando a vida dos profissionais. Agora,  tudo é feito digitalmente, pela internet;

•    Modernizou o parque tecnológico com a troca de equipamentos de T.I. A partir desta segunda quinzena de outubro de 2023, o portal de serviços do Crea-MS está totalmente atualizado.

Propostas - Dentre as ações que serão realizadas, está a implantação da Universidade do Crea (UniCrea) uma plataforma de oferta gratuita de cursos, treinamentos e certificados; compartilhamento dos espaços e equipamentos do Crea na Capital e interior do Estado, ou seja, coworking equipados; ampliar a atuação nas instituições de ensino direcionada aos estudantes utilizando para isso o Programa Crea Júnior, reativado em sua gestão; implantar o Crea Jovem, programa de apoio ao jovem profissional por meio de banco de empregos e treinamentos direcionados à atuação no mercado de trabalho; intensificar a capacitação e a valorização dos empregados do Crea-MS; ampliar os treinamentos para utilização dos serviços que são oferecidos de forma virtual.

Eleição – As eleições que definirão os presidentes do Conselho Federal (Confea) e dos Regionais (Creas) e os diretores da Mútua neste ano, pela primeira vez, serão realizadas de forma virtual no dia 17 de novembro, das 7h às 18h, horário de Mato Grosso do Sul, no site www.votaconfea.com.br

---------

O Programa Ronda do MS – Apresentado por Nelson Feitosa com a participação da equipe de Jornalismo da Rede Jota FM, desde agosto de 1988. 

Participação ao vivo através do telefone (67) 99985-1037 – onde o ouvinte liga e é colocado ao vivo na programação sem nem um tipo de corte ou censura; Podendo também enviar mensagem de texto e áudio em qualquer horário, considerando que o telefone do programa é o telefone particular do ancora, que recebe as noticias a pauta da forma que chegarem. As Reinvindicações são todas encaminhadas aos setores e autoridades responsáveis pela situação posta pelos ouvintes 

Estúdio Central está instalado na  Av. Afonso Perna n 5723 sala 1807, em Campo Grande/MS – As nove emissoras da Rede Jota FM, juntas tem uma cobertura territorial em mais de 50% dos municípios do MS, alé de chegar em partes dos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo e Paraguay. 

As emissoras podem ouvidas através do portal Jota FM www.radiojotafm.com.br  e redes sociais, Instagran e Facebook.

Emissoras que compoem a Rede Jota FM: 

Sidrolândia: Pindorama Jota FM 100,7
Cel Sapucaia: Divisa Jota FM 106,5
Caarapó: Difusora Jota FM 99,9
Glória de Dourados: Paiaguas Jota FM 95,5
Da Grande Dourados  e Vale do Ivinhema:  Jota FM 101,3
Ivinhema: Regional Piraveve Jota FM 98,1
Selvíria: Selva Jota FM 92,3
Aparecida do Taboado:  Cidade Jota FM 99,5
Cassilândia: Central Jota FM 98,3

Deixe seu Comentário

Leia Também