Segundo suspeito de espancar ambulante até a morte é preso em São Paulo

28 DEZ 2016Por Do G116h34

a para assumir a autoria do crime, segundo o delegado. "Depois ele muda a conversa e a polícia vira a vilã da história", diz.

Revolta

A dona de casa Maria de Fátima Ruas, irmã do ambulante Luiz Carlos Ruas , disse que o crime foi muito revoltante. Ela e outras pessoas gritaram por "justiça" e chamaram o suspeito preso Ricardo Martins do Nascimento de "assassino" , na frente da Delpom (Delegacia de Polícia Metropolitana) na estação do Metrôs Palmeira/Barra Funda na tarde desta quarta-feira (28)

"Estou muito revoltada com que fizeram com o meu irmão. Tava viajando e tive que cortar minha viagem pra vir no enterro do meu irmão. Isso é muita maldade, meu irmão só sabia ajudar as pessoas", desabafou aos prantos.

Ela foi à delegacia para tentar falar com o suspeito de matar seu irmão que foi preso. "Eu queria olhar na cara dele e perguntar porque ele fez isso com o meu irmão", disse ao G1. "Eu queria conversar com ele e perguntar o que passou na cabeça dele, se ele não pensou no pai dele, na mãe dele, nós irmãos e na filhinha que ele tem. Tinha que ter pensado na família dele também, porque isso não é coisa de se fazer, isso é coisa de um monstro".

Deixe seu Comentário

Leia Também