Em 12 dias, chuva já supera em mais de 40 milímetros a média mensal de fevereiro

13 FEV 2017Por Midiamax16h17

Até domingo (12) a chuva registrada em Dourados, distante 228 quilômetros de Campo Grande, já superava em 44,8 milímetros a média para o mês de fevereiro no município. O índice pluviométrico apurado pela estação agrometeorológica da Embrapa Agropecuária Oeste chegou a 187.8 milímetros em apenas 12 dias de um mês que costuma atingir, habitualmente, 143.0 milímetros.

De acordo com o Boletim Guia Clima da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, somente ontem choveu 65.4 milímetros durante 2 horas e 09 minutos na segunda maior cidade do Estado. Nesta segunda-feira (13), foram 6.6 milímetros em 44 minutos.

O cenário atual contrasta com o que ocorreu no primeiro mês deste ano. Em boletim agrometeorológico escrito pelo agrometeorologista Carlo Ricardo Fietz, a Embrapa Agropecuária Oeste informa que durante janeiro choveu 114 milímetros em Dourados, índice 45 milímetros inferior à média histórica deste mês, que é de 159 milímetros. “No entanto, houve 13 dias chuvosos e a maior precipitação foi 31 mm, em 2 de janeiro”, informou o pesquisador.

Ainda segundo o Boletim agrometeorológico, a temperatura média em janeiro foi de 26,0°C em Dourados, “meio grau superior à média histórica deste mês, 25,5°C”. “A média das máximas (33,0°C) foi quase um grau e meio superior à normal (31,7°C), enquanto a das mínimas foi igual à média histórica (21,0°). A temperatura mínima do mês em Dourados foi 16,0°C, em 27 de janeiro. Em 29 dias a temperatura superou 30°C e a máxima do mês foi 35,5°C, em 11 de janeiro”, esclareceu o agrometeorologista.

 

REGIÃO

Na região sul do Estado, a temperatura mínima registrada foi 14,3°C, em Amambai, em 28 de janeiro, enquanto a máxima ocorreu em Jardim, 36,9°C, em 10 de janeiro, conforme o pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste.

“Com base nos registros das estações meteorológicas da Embrapa, em Dourados, Rio Brilhante e Ivinhema, e do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), pode-se observar que, de maneira geral, houve grande variação no total de chuvas em janeiro na região sul de Mato Grosso do Sul: Sidrolândia (285 mm), Juti (225mm), Campo Grande (220 mm), Bela Vista (214 mm), Rio Brilhante (205 mm), Maracaju (166 mm), Itaquirai (159 mm), Ponta Porã (157 mm), Sete Quedas (137 mm), Amambai (98 mm), Jardim (71 mm) e Ivinhema (23 mm). Portanto, Sidrolândia foi o município com maior índice pluviométrico, enquanto em Ivinhema ocorreu o menor. Ressalta-se que em Ivinhema, na estação do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), foi registrada precipitação de 163 mm em janeiro, demonstrando a grande variabilidade das chuvas na região”, detalhou Fietz.

Deixe seu Comentário

Leia Também