UPA será investigada por não separar pacientes com sintomas de Coronavírus

Unidade em Sidrolândia será alvo de inquérito após inspeção realizada pelo CRM em 29/04. Diretora Cleide Roque irá se manifestar

23 JUL 2020Por Redação19h14

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Sidrolândia virou alvo de inquérito civil, após inspeção mostrar que pacientes com sintomas do novo Coronavírus não estavam sendo separados dos demais, aumentando o risco de contágio dentro da unidade.

O problema foi identificado durante inspeção realizada no dia 29 de abril deste ano, por determinação do CRM-MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul). Conforme relatório da visita, não havia estruturação que permitisse distanciamento de pessoas com queixas de síndromes respiratórias ou gripais.

Com base no resultado, a 2ª Promotoria de Justiça do município instaurou o inquérito de n.º 06.2020.00000934-3 para apurar as irregularidades no funcionamento do local, incluindo o atendimento durante a pandemia. O trabalho será conduzido pela promotora de Justiça Janeli Basso.

Essas informações são do site Midiamax.

Procurada pelo Jornalismo da Rede Jota FM, a diretora da UPA, enfermeira Cleide Roque Machado, anunciou que irá se manifestar. Uma entrevista com ela está confirmada para a segunda-feira (27/07) ao Jornal Ronda da Cidade da Rádio Pindorama Jota FM de Sidrolândia. Ela também deve se posicionar pelas redes sociais.

Deixe seu Comentário

Leia Também