Formada comissão da ALEMS para acompanhar a concessão da Rota do Pantanal

O processo de concessão do trecho norte da rodovia BR-163, conhecida como Rota do Pantanal, será acompanhado por comissão especial da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS).

20 MAI 2024Por Osvaldo Júnior15h21

A Mesa Diretora publicou nesta segunda-feira (20) no Diário Oficial do Parlamento, o Ato 73/2024, que transforma a comissão criada para acompanhar a audiência pública, realizada no ano passado na Casa de Leis, em “Comissão Temporária de Representação para Acompanhamento da Concessão da BR-163/MS - Rota do Pantanal”.

Fazem parte do grupo os deputados Junior Mochi (MDB), Pedro Kemp (PT) e Roberto Hashioka (União). Esses parlamentares, anteriormente designados para acompanhar a audiência pública, realizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em 22 de março de 2023 na ALEMS, têm, agora, atuação ampliada. Eles acompanharão, representando o Legislativo, todas as etapas do processo de concessão, previsto para se encerrar no segundo trimestre de 2025.

Essa ampliação do campo de atuação da comissão é justificada, conforme a Mesa Diretora, pela a importância da rodovia BR-163 para Mato Grosso do Sul. A rodovia é uma das “principais artérias logísticas para o desenvolvimento econômico e a infraestrutura do Estado”, afirma a Mesa Diretora no Ato.

Com extensão de 379,6 quilômetros, a Rota do Pantanal soma custos e investimentos de R$ 7 bilhões a serem aplicados durante os 30 anos do novo contrato de concessão. Esse trecho da rodovia compreende trecho que liga o entroncamento com a BR-262/MS, em Campo Grande, ao fim da Ponte Rio Correntes, na divisa com Mato Grosso.

Leia mais:

Audiência pública: Projeto de relicitação da Rota do Pantanal custa R$ 7 bilhões

Deixe seu Comentário

Leia Também