Após denúncia, Saúde põe trabalhadores em quarentena no Quebra Coco

Mais de 40 pessoas do Estado de São Paulo, Dourados e Haiti, estão no Distrito em Sidrolândia para construir aviários

28 JUN 2020Por Redação18h58

A Secretaria Municipal de Saúde (SESAP) recebeu denúncias de pessoas vindas de outros municípios para trabalhar na construção de aviários na região do Distrito de Quebra Coco em Sidrolândia.

São 40 homens oriundos do Estado de São Paulo e de Dourados, além de 3 haitianos.

O secretário de Saúde, Jesiel Ratier e a coordenadora de Atenção Básica, Tatiane Nantes, foram averiguar a denúncia neste domingo (28/06). O secretário de Governo, Clayton Lopes Ortega os acompanhou. A Polícia Militar também acompanhou a ocorrência.

“A gente deixou bem claro a nossa preocupação é com a saúde da população, jamais a gente quer atrapalhar o trabalho das pessoas, a gente quer que a economia funcione sem prejudicar a saúde”, disse Jesiel.

Os trabalhadores passarão por uma triagem para que se avalie as condições de saúde, antes de serem liberados ao trabalho. Aparentemente estão saudáveis, mas todos necessitarão do período de quarentena.

Deixe seu Comentário

Leia Também