Ivinhema

Polícia Civil realiza maior operação contra o crime organizado em Nova Andradina

As investigações iniciaram, entre os meses de novembro de 2018 e janeiro de 2019 pela Delegacia de Polícia Civil de Batayporã e de Taquarussu

23 AGO 2019Por Jornal da nova/ Rosa Barros11h27

A Polícia Civil realizou a maior operação da história em Nova Andradina, ao todo, houve 26 pessoas presas e dois adolescentes apreendidos. Ação foi deflagrada nesta quinta-feira (22), com aproximadamente 100 policiais civis nas ruas de Nova Andradina, distrito de Nova Casa Verde, Batayporã, Taquarussu, Anaurilândia, Dourados e Campo Grande. A última operação ocorreu dia 4 de dezembro de 2014, denominada “Pumblum”, onde 22 pessoas foram presas e 21 denunciadas pelo MPE (Ministério Público Estadual), com condenação acima de 310 anos.

A operação desta quinta, foi de combate ao crime organizado. Segundo a polícia, foram cumpridos 28 mandados de prisão, quatro mandados de busca e apreensão de adolescentes infratores para internação e 32 mandados de busca e apreensão domiciliar.

As investigações iniciaram, entre os meses de novembro de 2018 e janeiro de 2019 pela Delegacia de Polícia Civil de Batayporã e de Taquarussu, através das operações “Collimatus” e “Texas Livre”, respectivamente.

Segundo informado, a operação “Collimatus” teve início em janeiro de 2019, durante diligências investigativas realizadas na Delegacia de Polícia Civil de Batayporã. Ao longo de oito meses, foi descoberta uma estrutura organizada da organização criminosa denominada PCC (Primeiro Comando da Capital), atuante na região do Vale do Ivinhema.


Paralelamente, foi iniciada na Delegacia de de Taquarussu, em novembro de 2018, a operação “Texas Livre”, que após investigar o tráfico de drogas local, identificou um braço da mesma organização que atuava na região.

Em razão das cidades geograficamente se entrelaçarem, desenvolveu-se um trabalho de inteligência conjunta, que culminou no desmantelamento do grupo criminoso. 

As diligências
Ao longo do dia foram cumpridas nove prisões preventivas na cidade de Nova Andradina, seis na cidade de Batayporã, três na cidade de Taquarussu, dois na cidade de Anaurilândia, três na cidade Dourados, além de dois em Campo Grande, sendo que nestas duas últimas cidades foram cumpridas no Estabelecimento Penal de Segurança Máxima.

Além das prisões preventivas, foram realizadas seis prisões em flagrante por delito de tráfico de drogas, posse de munição de calibre restrito, bem como duas armas de fogo, sendo uma delas de calibre restrito, além de algumas munições.

Ainda foi registrada a apreensão de uma adolescente infratora pelo ato infracional análogo ao delito de tráfico de drogas, à qual, em razão das previsões do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), foi ouvida e liberada, na sequência.

Em Nova Andradina, dois mandados de busca e apreensão de adolescentes infratores e dois ainda se encontram foragidos.

A operação contou com a participação, simultânea, de aproximadamente 100 policiais, entre delegados, investigadores e escrivães de Polícia Judiciária, lotados nas Delegacias de Polícia Civil de diversas cidades do Estado, dentre elas: Batayporã; Taquarussu; Nova Andradina; Ivinhema; Angélica; Santa Rita do Pardo; Anaurilândia; Bataguassu, Regional de Fátima de Sul, Regional de Três Lagoas; Regional de Naviraí; Regional de Dourados; além das Delegacias Especializadas: DERF (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos), GARRAS (Grupo Armado de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros), DEFRON (Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira) e DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Nomes da operação
Conforme informações, Collimatus, originário do latim, significa colimar, alinhar. Ressaltando, a forma de agir da Organização Criminosa, que atua de forma linear, demonstrando estrutura e divisão de tarefas bem definidas.

A operação intitulada como Texas Livre, originou-se do nome dado as festividades que comemoram a emancipação do município de Taquarussu. Reforçando, o combate da polícia ao tráfico de drogas e crime organizado.

Deixe seu Comentário

Leia Também